S
  • Soldado da Polícia Militar

Suelen Ramos Chagas

Curitiba (PR)
7seguidores3seguindo
Entrar em contato

Recomendações

(751)
Sergio Abib de Castro, Advogado
Sergio Abib de Castro
Comentário · há 6 meses
Para quem ostenta um currículo tão recheado, o autor transmite apenas acidez dita jurídica e fora da realidade. O projeto do Ministro Moro é o início de uma bem maior modificação do arcabouço repressivo penal do país. Poderia contrapor uma a uma as críticas manipuladoras do eminente mestre, mas vou atentar para uma apenas, das mais graves, por sua flagrante inverdade: a criminosamente conveniente saída temporária no regime semiaberto.
Claro, douto articulista, que "a maioria sai e volta". Volta depois de labutar eficientemente no crime, depois de assaltar, traficar, matar oponentes, estuprar, toda a gama de "ações profissionais". Aí, volta - quando volta, pois muitos não voltam, é estatístico - mansinho a cumprir sua suave e liberal sentença.
Qualquer policial de rua, qualquer advogado criminalista e os magistrados e promotores sérios e isentos estão carecas de saber que o semiaberto é a fonte dos crimes instantâneos, violentos e de difícil elucidação, praticados DURANTE O DIA! Sabem por quem? Pelos disciplinados detentos do regime semiaberto, que praticam seu ofício durante a jornada diurna de "trabalho" e à noite voltam, cordatos e ordeiros a pernoitar na cadeia. O bem certo seria suprimir esse álibi penitenciário legal ou ao menos restringi-lo ao máximo.
Só que os brilhantes e humanitários mestres e intelectuais das ciências criminais, mais os sensíveis e precavidos parlamentares da velha política não permitem uma mudança drástica. Falam em "retrocesso", "desumanidade" e atentado ao Estado de direito, quiçá à democracia. Daí o inteligente projeto de Moro, para comer o mingau quente pelas beiradas. Para dois meses de Governo, é infinitamente mais que a camarilha esquerdófila fez em 30 anos de destruição do país.

E sabe por qual motivo algumas propostas, como a não progressão de regime para integrantes de ORCRIM são "frontalmente contrárias à visão do STF"? Simples: a visão do STF hoje, em inúmeros aspectos, é contrária ao Brasil que queremos. Contrária ao legalismo, à decência e à moralidade.

Perfis que segue

(3)
Carregando

Seguidores

(7)
Carregando

Tópicos de interesse

(4)
Carregando
Novo no Jusbrasil?
Ative gratuitamente seu perfil e junte-se a pessoas que querem entender seus direitos e deveres

ANÚNCIO PATROCINADO

Outros perfis como Suelen

Carregando

Suelen Ramos Chagas

Entrar em contato